Operação XEPA desvenda esquema milionário de sonegação e lavagem de dinheiro

Dez mandados de busca e apreensão são cumpridos nas cidades de Ilhéus, Itabuna, Poções e Arraial D’Ajuda, contra empresas de distribuição de hortifrutigranjeiros, que agiam em contexto de total confusão patrimonial

Foto: Divulgação

Uma operação deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta terça (11), pela Polícia Federal, denominada “XEPA”, investiga casos de lavagem de dinheiro, procedentes da sonegação de tributos com valores que ultrapassam R$ 10 milhões. 

Dez mandados de busca e apreensão são cumpridos nas cidades de Ilhéus, Itabuna, Poções e Arraial D’Ajuda, contra empresas de distribuição de hortifrutigranjeiros, que agiam em contexto de total confusão patrimonial, atuando no mesmo ramo de atividade, compartilhando endereços, usando as mesmas marcas comerciais, promovendo intenso fluxo de  valores entre as pessoas jurídicas e físicas que integram o grupo econômico.

A operação conta com a participação de policiais federais e servidores da Receita Federal, e é resultado de investigação iniciada a partir de Representações Fiscais para Fins Penais, apresentadas pela Receita, tendo como alvo duas empresas do ramo de distribuição de hortifrutigranjeiros e os seus reais proprietários, os quais integram um grupo econômico.

No esquema criminoso de lavagem de dinheiro revelado, o grupo econômico operava com empresas constituídas por pessoas interpostas, utilizando três empresas de distribuição de hortifrutigranjeiros e duas empresas patrimoniais, constituídas para ocultação e blindagem patrimonial. 

Já no braço patrimonial do grupo, empresas constituídas em nome dos filhos dos beneficiários efetivos, sem desenvolver qualquer atividade operacional, acumulam patrimônio expressivo, através de aquisições de imóveis com recursos estranhos às entidades e de pagamentos direto das empresas do braço operacional. 

Informações Bahia Notícias

SUFOTUR - SÃO JOÃO 2024

Compartilhe

Deixe seu comentário