Nos pênaltis, Bahia perde e está eliminado do Nordestão

Bahia e CRB se enfrentaram na noite deste domingo, 26, na Arena Fonte Nova

Foto: (Foto: Raphael Muller / Ag. A TARDE)

Se enfrentando pela 36ª vez na história, Bahia e CRB protagonizaram um grande duelo na noite deste domingo, 26, na Arena Fonte Nova, em partida que valia vaga na grande final da Copa do Nordeste de 2024. Jogando diante de sua torcida, o Esquadrão partiu para cima dos alagoanos e encontrou uma marcação pesada, que 'encaixotou' o meio de campo da equipe comandada por Rogério Ceni, não cedendo espaços para que o time pudesse criar grandes jogadas. Após 0 a 0 no tempo regulamentar, a partida foi decidida nos pênaltis e o Tricolor de Aço 

Primeiro tempo

Com uma vaga na decisão da ‘Lampions’ em jogo, mesmo jogando fora de casa, o CRB não se intimidou pela presença da torcida e impediu que o Tricolor de Aço imprimisse seu ritmo,  e tinha uma proposta de jogo clara: jogar no contra-ataque. Desta forma, os regatianos chegaram a assustar a defesa da equipe comandada por Rogério Ceni, mas nenhum lance chegou a tirar o zero do placar. 


Diferentemente dos jogos anteriores, o Bahia fazia uma partida pouco inspirada, até que aos 31 minutos da etapa inicial, após saída de bola errada do goleiro do CRB, Éverton Ribeiro encontrou Ratão na direita, e o camisa 21 cruzou para Jean Lucas mandar um chutaço no travessão da equipe alagoana. A partir daí, a equipe comandada por Rogério Ceni passou a dominar as ações ofensivas do jogo.

Com a equipe azul, vermelha e branca em cima dos alagoanos, Rafael Ratão arriscou de fora da área e levou perigo ao goleiro do CRB, já no final do primeiro tempo, mas a etapa inicial terminou com o um incômodo 0 a 0 no placar. .

Segundo tempo

Na segunda etapa, o Bahia já começou mostrando que não queria decidir a vaga nos pênaltis. Logo no recomeço da partida, por volta dos 4 minutos, Jean Lucas acertou mais uma bola no travessão da meta defendida pelos alagoanos. Entretanto, assim como no primeiro tempo, o CRB conseguiu conter o ímpeto tricolor, ‘amarrando’ o meio-campo do Esquadrão. 


Foi aí que a individualidade precisou aparecer, e o camisa 10 da equipe comandada por Rogério Ceni, Éverton Ribeiro, distribuiu um passe ‘açucarado’ para Cauly ficar cara a cara com o goleiro regatiano, mas o craque da equipe azul, vermelha e branca mandou a bola pela linha de fundo, desperdiçando a melhor oportunidade do jogo, até então. 

Sem espaço pelo meio, o Esquadrão insistiu em jogadas pelas laterais do campo, mas ainda assim encontrou muitas dificuldades por conta da marcação cerrada imposta pela equipe de Alagoas, que impedia os comandados de Ceni de desempenhar o futebol que a equipe gosta de praticar. 

Já aos 40 minutos da etapa final, o goleiro do CRB impediu o que seria o primeiro gol do Bahia no jogo, após bela cabeçada do lateral-direito Santiago Arias, levando a partida para a decisão por pênaltis. 

Próximo jogo


O Bahia volta a campo em uma semana, contra o Atlético-Mg, em duelo válido pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A, às 16h, após mais de duas semanas de paralisação do Brasileirão. Em caso de triunfo, a equipe comandada por Rogério Ceni pode assumir a liderança da competição. 

SUFOTUR - SÃO JOÃO 2024

Compartilhe

Deixe seu comentário