Procura por produtos juninos aquece vendas no Centro de Abastecimento

De acordo com os comerciantes o movimento ainda está pouco tímido, mas há uma expectativa de aumento nas vendas ao longo da semana.

Foto: Joaquim Neto/Bom Dia Feira

As vendas de produtos juninos no Centro de Abastecimento ainda não aqueceram, é o que relata alguns comerciantes. No entanto, há uma grande expectativa para que as vendas aumentem ao longo da semana. Segundo os comerciantes, a alta do combustível é uma das causas no aumento dos valores das iguarias.

Nossa equipe visitou o Centro de Abastecimento para verificar como estão as vendas e procura pelos produtos juninos. De acordo com os comerciantes o movimento ainda está pouco tímido, mas há uma expectativa de aumento nas vendas ao longo da semana. 

“O comércio hoje está um pouco devagar, mas estamos acreditando que amanhã e quinta o movimento melhore. É coisa do brasileiro deixar as coisas para cima da hora. O valor do milho está relativo, varia de R$ 70,00 a R$ 80,00 reais, e a unidade pode encontrar até doze espigas por R$ 10,00 reais”, disse Val, que comercializa milho no entreposto. 

Ouvimos também o comerciante de laranja, Romário que relatou está tímida a procura pela fruta, mas acredita que as vendas aumentem até o dia de São João.

“Estou vendendo o saco de laranjas por R$ 15,00. A venda está devagar, a tendência é vender tudo até o próximo final de semana. São cem laranjas neste valor”, contou. 

A vendas de amendoins no Centro de Abastecimento está o oposto dos produtos mencionados acima, é o que fala comerciante Eliezer. 

“A procura está bem. O movimento está bom. Os preços estão altos por conta do combustível, mas o pessoal está comendo e levando. Os preços podem aumentar mais um pouco até amanhã por conta da procura. Estou comercializando a saca de R$ 170,00 a R$ 200,00 reais, já o balde está custando em média R$ 15,00”, falou Eliezer que além do amendoim vende aipim e laranja. 

Com informações do repórter Joaquim Neto


Compartilhe

Deixe seu comentário