Liga Feirense de Desportos lança revista em comemoração a atletas da década de 70

Em comemoração a oito décadas de fundação, será realizada na Vila Olímpica dos Amadores Edval Souza homenagens a década de ouro do esporte na cidade, além de outras atividades.

Foto: Cau Preto

Comemorando 80 anos de sua existência a Liga Feirense de Desportos lançou uma revista homenageando os atletas que fizeram historia na cidade na década de 70. Buscando lembrar fatos marcantes, o projeto tem como autores o presidente da liga Carlão e do escritor Moacir Cerqueira. 

O Bom Dia Feira recebeu o presidente da liga que deu maiores detalhes sobre o projeto. De acordo com Carlão, a história dos desportos de Feira de Santana precisa ser disseminada para a sociedade, além de marcar um momento na liga feirense. 

Mesmo com dificuldades a liga segue atuando a favor de atletas e a prática de esportes  em Feira e região, sobre o assunto o presidente relata: “Estamos passando por uma dificuldade imensa, estamos buscando o apoio da prefeitura que também vive uma dificuldade ímpar, tenho um projeto modesto para realizar o intermunicipal justamente respeitando esse momento financeiro, mas temos que sair disso a humanidade cresce conforme as dificuldades que aparece, temos usado a criatividade, a amizade com algumas empresas e temos conseguido, no momento priorizamos melhorias estruturais na liga”. 

Recentemente o presidente da CBF, Edinaldo Rodrigues, autorizou a venda de um jatinho e um helicóptero da entidade, com a finalidade de repassar o valor da venda em apoio ao esporte amador questionado sobre, Carlão disse que há uma aproximação com o presidente da CBF, porém há a possibilidade da vila amadora ser arrendada. 

“Tenho uma aproximação com Ednaldo, tenho visitado a federação baiana e eles me deram uma sinalização que haveria algum incentivo para as ligas da CBF, mas há o planejamento de arrendamento que é uma luz no fim do túnel para sairmos dessa situação precária, se quisermos o engrandecimento do esporte é preciso de recursos não adianta querer fazer sem recurso”, disse. 

Segundo Carlão, a população feirense precisa de lazer e se comprar Feira a outras cidades do estado há uma escassez muito grande em opções da prática de esportes. 

“Os campos de futebol vem se reduzindo cada vez mais o poder público precisa cuidar disso, vejo em Salvador campos de futebol na orla com grama sintética parecem algo privado, isso precisa chegar à população daqui para reduzir violência e fomentar o esporte, o esporte educa e disciplina”, contou. 

Assista a entrevista ne íntegra:


Compartilhe

Deixe seu comentário