Bahia sofre gol relâmpago e perde para a Chapecoense na Fonte Nova pela Série B

O Bahia só volta a jogar na Série B no dia 25 de junho, um sábado, às 16h, novamente na Fonte Nova, contra o Novorizontino.

Foto: Reprodução

O Bahia teve quebrada a invencibilidade na Arena Fonte Nova pela Série B do Brasileiro. Na noite desta terça-feira (14), o Tricolor foi derrotado pela Chapecoense por 1 a 0, na abertura da 13ª rodada. Com apenas dois minutos de bola rolando, Chrystian marcou o único gol da partida.

Com o resultado, o Esquadrão de Aço segue com 25 pontos na vice-liderança da tabela de classificação, sete a mais do que o Grêmio, que está fora do G-4, no quinto lugar. Brigando contra o rebaixamento, a Chape deixou o Z-4 ao somar 15 e assumir a 11ª posição.

O Bahia só volta a jogar na Série B no dia 25 de junho, um sábado, às 16h, novamente na Fonte Nova, contra o Novorizontino, pela 14ª rodada. Porém, antes disso, o Tricolor encara o Athletico-PR, no dia 22, uma quarta, às 19h30, também em casa, pela partida de ida do confronto das oitavas de final da Copa do Brasil.

O JOGO

A casa é do Bahia, que começou o jogo buscando o ataque e ainda conseguiu um escanteio. Porém, quem abriu o placar foi a Chape com Chrystian aos dois minutos de partida. Tiago Real descolou bom cruzamento da direita e o camisa 7 tocou de cabeça vencendo Danilo Fernandes. Bahia 0x1 Chapecoense

Quando o jogo recomeçou, Perotti cometeu uma falta dura em Ignácio. Num primeiro momento, o árbitro Douglas Marques das Flores mostrou o cartão amarelo. Porém, ao rever o lance no VAR, ele anulou o primeiro cartão e mostrou o vermelho direto para o atacante da Chape. Por reclamação, o técnico Gilson Kleina recebeu o amarelo, depois foi a vez do treinador de goleiros, César, também ser advertido.

Vencendo a partida, o goleiro Vagner começou a fazer cera demorando nos momentos de repor a bola. Enquanto o Bahia partia para cima na base da troca de passes, tentando o empate. Aos 17 minutos, Rodallega deu um belo passe para Rildo, que toca mal na bola e manda por cima da trave. Mas na jogada, ele acabou se chocando com o goleiro Vagner. Aos 22, foi a vez de Daniel tocar de cabeça levando perigo para a meta catarinense.

Aos 37 minutos, o goleiro Vagner foi punido com o amarelo pelas demoras em repor a bola. Enquanto o Bahia esbarrava na defesa catarinense, a Chape encaixou seu segundo ataque. O cruzamento veio da direita, Chrystian subiu, mas não conseguiu alcançar para cabecear a bola. A resposta do Tricolor veio em seguida com Rodallega que parou na trave. Cruzamento de Borel e o colombiano tocou de cabeça carimbando o poste esquerdo de Vagner.

Segundo tempo

O Bahia voltou modificado dos vestiários. Vitor Jacaré entrou no lugar de Mugni, Luiz Henrique ficou com a vaga de Djalma, e Ignácio deu lugar a Rezende. Na Chape, Kevin substituiu Derek.

O Tricolor voltou pressionando a Chape em busca do empate. Aos oito minutos, Luiz Otávio mandou uma bomba de cabeça no travessão. Na sequência, Vitor Jacaré bateu com força, mas Vagner espalmou.

Vitor Jacaré foi lançado e partiu na velocidade aos 15 minutos. O goleiro Vagner saiu e o atacante do Tricolor caiu na área. O árbitro assinalou a falta fora da área e mostrou vermelho para o arqueiro da Chape. Porém, o VAR analisou o lance e anulou a jogada e o cartão, apontando o impedimento do camisa 29.

Aos 20 minutos, os dois times ficaram com 10 jogadores em campo. Patrick recebeu o segundo amarelo por uma falta no meio-campo e foi expulso.

O Bahia armou boa trama aos 27 minutos. No toque de bola, Rodallega tocou pra Rildo, que tentou bater de primeira, mas acabou errando o chute.

O Tricolor não desistia e tentou duas vezes com Rildo. A primeira foi aos 38, onde ele ficou com a sobra, mas mandou para fora. A segunda foi dois minutos depois, em que ele dominou e chutou para a defesa de Vagner.

Informações Bahia Notícias

Compartilhe

Deixe seu comentário