No aguardo da renovação do título de patrimônio cultural, baianas do acarajé celebram dia nacional

Também haverá uma sessão especial do Conselho Estadual de Cultura da Bahia. Baianas aguardam renovação da certificação de título que venceu em 2015.

Foto: Jefferson Peixoto

Em meio a um processo de renovação do título de patrimônio cultural, as baianas do acarajé celebram, nesta quinta-feira (25), o dia nacional da categoria. A data é festejada há 29 anos.

Em Salvador, as celebrações começam com uma concentração nas ruas do Pelourinho. Às 15h haverá uma missa na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Pelourinho.

Após a celebração, haverá um cortejo pelas ruas do Pelourinho e às 17h, as representantes da Associação Nacional das Baianas de acarajé e mingau da Bahia (ABAM), se reúnem na Praça da Cruz Caída, em uma exposição em homenagem às baianas. Também na Praça da Cruz Caída, a partir das 18h, haverá apresentações culturais.

Ainda nesta quinta, haverá uma sessão especial do Conselho Estadual de Cultura da Bahia, a partir das 9h no auditório do conselho. Haverá um moção de aplausos e aprovação do parecer de Revalidação do Registro do Ofício das Baianas de Acarajé da Bahia.

Cidades da região metropolitana de Salvador também terão eventos relacionados ao dia das baianas. De acordo com a ABAM, Vera Cruz, Dias D’Ávila, Camaçari e Lauro de Freitas terão eventos para marcar a passagem da data.

Neste ano, o dia será celebrado em meio ao processo de renovação do título de patrimônio cultural, que é renovado a cada 10 anos e venceu em 2015. No último dia 18, o processo foi analisado pela Câmara Setorial de Patrimônio Imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O parecer foi encaminhado para deliberação final do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural. O Iphan não divulgou um prazo para a publicação da renovação.

Informações G1

Compartilhe

Deixe seu comentário