CAVALO DE TRÓIA

Foto: Divulgação

O ministro da Cidadania João Roma declarou que o governo não tem dinheiro para pagar o auxílio permanente de quatrocentos reais, como deseja o presidente Bolsonaro, a partir de 2022. Se João Roma, a quem se creditaria os 'loiros da vitória' sobre essa ajuda, caiu na real, imaginemos a  situação do ministro Paulo Guedes da Economia que sofre tremenda pressão para apoiar o pagamento da referida ajuda de forma continuada. Só o fato de ter um aumento de cerca de vinte por cento no bolsa família (rebatizado de auxílio Brasil) já será uma grande sangria no tesouro  nacional e os cem reais que completariam o valor de quatrocentos reais poderão se transformar num autêntico 'cavalo de tróia' para governo e frustração para os beneficiários.

Compartilhe

Deixe seu comentário