Policiais da Bahia podem ganhar prêmio de até R$ 6 mil por arma apreendida

Medida entra em vigor a partir deste sábado. Valores de prêmio pago aos agentes por apreensão de armas foram quadruplicados.

Foto: Divulgação

Mudanças no decreto que regulamenta o prêmio especial pago aos policiais da Bahia por apreensão de arma de fogo foram publicadas na edição deste sábado (16) do Diário Oficial do Estado. Com efeito imediato, a alteração prevê aumento de cerca de 400%, em relação aos valores atuais.

O prêmio pela apreensão de armas de fogo de uso permitido, que era de R$ 300, passou a ser de R$ 1.200. Já a premiação relativa às armas de uso restrito foi reajustada de R$ 600 para R$ 2.400.

O maior prêmio será pago para armas do tipo fuzil, metralhadoras e artefatos explosivos de uso exclusivo das Forças Armadas, que saltou de R$ 1.500 para R$ 6.000.

Conforme o decreto, o prêmio não é individual e continuará sendo pago por arma de fogo recolhida, dividindo-se os valores estabelecidos em partes iguais entre os membros da equipe que efetuar a apreensão.

O governador Rui Costa anunciou que faria alterações com o objetivo de valorizar a produtividade policial.

"A nossa polícia trabalha com inteligência e determinação. Portanto, merece nosso reconhecimento e valorização. Estamos multiplicando por quatro o valor do prêmio que é pago por apreensão de armas na Bahia, com o objetivo de estimular este trabalho fundamental no enfrentamento da criminalidade".

O secretário da Segurança Pública da Bahia, Ricardo Mandarino, afirmou que o aumento nas premiações vai ajudar no combate à circulação ilegal de armas. "Quem tem que andar armada é a polícia, porque ela usa arma para proteger o cidadão. Arma na mão de pessoas privadas despreparadas não é proteção, é risco".

Informações G1

Compartilhe

Deixe seu comentário