PF cumpre mandado no Feira X em investigação sobre fraudes ao seguro-desemprego

Os investigados não foram localizados, mas foi encontrado uma centena de documentos falsos e cartões do bolsa família. Delegado acredita que fraude ocorria também com outros programas sociais.

Foto: Joaquim Neto/Bom Dia Feira

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (20), a Operação Alarife, com o objetivo de cumprir mandados judiciais referentes à investigação de fraudes ao programa do seguro-desemprego e cumpre dois mandados de busca e apreensão em Feira de Santana, no bairro Feira X, e Petrolina/PE, além de dois mandados de prisão preventiva e um mandado de prisão temporária, todos expedidos pela 1ª Vara Federal da Seção Judiciária de Feira.

De acordo com o delegado da Polícia Federal, Dr. Fábio Marques, a investigação detectou que foram abertas empresas na Junta Comercial da Bahia, usando documentos falsos, com o intuito de registrar falsos vínculos empregatícios para possibilitar o recebimento do benefício.

‘A investigação começa com 59 requerimentos de seguro-desemprego fraudados em duas empresas fictas, o que causou um prejuízo de R$ 230.926,26 aos cofres públicos. Conseguimos identificar, através das empresas que emitem certificado digital em Feira, as pessoas responsáveis por essa fraude. Já foram iniciadas, mas os investigados não foram localizados, encontramos uma centena de documentos falsos, cartões do bolsa família, uma fraude que com certeza se estende além do seguro-desemprego e ocorria com outros programas sociais’, afirma.

Os investigados irão responder pelos crimes de associação criminosa e estelionato.

‘Agora os acusados são foragidos da justiça, vamos difundir essa informação com as demais polícias, acionar a nossa inteligência e buscar a prisão dos que possuem esse mandado de prisão aberto. Após a prisão, vamos fazer a análise do material, identificar as pessoas, tudo vai ser submetido a perícias. Os donos dos documentos passam a ser investigados’, destaca o delegado.

Com informações do repórter Miro Nascimento


Compartilhe

Deixe seu comentário