Grande maioria das denúncias de violência contra idosos é praticada por familiares, aponta NEVPI

Foto: Reprodução/PMFS

Das 569 denúncias de maus tratos recebidas pelo NEVPI (Núcleo de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa), em 14 meses de funcionamento do órgão, 471 foram comunicadas neste ano. O número é considerado elevado por servidores do local.

As principais ocorrências, segundo o órgão, são a negligência – quando a família cuida adequadamente ou abandona o idoso, violência psicológica – entre as mais comuns é a ameaça, e a financeira – a apropriação ilícita do patrimônio de uma pessoa.

A grande maioria dos casos em Feira de Santana tem como protagonista familiares dos idosos. Inicialmente, os profissionais do NEVPI buscam a mediação. Mas, diz a advogada Aline Gois, existem casos que são encaminhados para a delegacia ou ao MP (Ministério Público).

Na mediação, explica a advogada, incialmente busca-se entender o ambiente familiar e o por que da violência. Depois parte-se para as ações efetivas na defesa dos direitos dos idosos.

Mas existem casos, diz Jamile de Souza Ferreira, que assessora a coordenação, nos quais os próprios autores da violência é quem faz a denúncia. “Tentam se proteger jogando a culpa nos outros. Depois de conversas com vizinhos, a gente fica sabendo a verdade”.

Nem sempre as denúncias são confirmadas como verdadeiras. Explicam que há casos de autonegligência. São pessoas que as famílias cuidam, mas elas não seguem as recomendações, como tomar remédios, por exemplo. “Daí os vizinhos acreditam que elas estão sendo maltratadas”, diz Jamile Souza.

Cerca de 8% da população de Feira de Santana, pouco mais de 48.355 mil pessoas, é formada por idosos – aquelas que tem a partir de 60 anos de idade. As mulheres são 28.798 e os homens, 19.557, segundo contagem do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

As denúncias podem ser feitas pessoalmente, no Centro de Convivência Dona Zazinha Cerqueira, que, como o NEVPI, é parte da estrutura administrativa Secretaria de Desenvolvimento Social, ou pelo telefone 3223.5286, e-mail: nevpi.fsa@gmail.com e instagram: @nevpi_fsa, mais Disk 100.

Na unidade são atendidos por uma equipe multiprofissional, formada por advogada, psicóloga e assistente social, que, quando acionada, verifica a situação nas residências.



Informações PMFS

Compartilhe

Deixe seu comentário