Bahia de Feira e Bahia empatam primeiro jogo da final do Baianão

Árbitro do vídeo entrou em ação na anulação de um gol e na expulsão de um jogador do Tremendão no Joia da Princesa

Felipe Oliveira / EC Bahia

Bahia de Feira e Bahia empataram por 1x1 o primeiro jogo da final do Campeonato Baiano. A decisão no Joia da Princesa, em Feira de Santana, teve empate tricolor aos 52 minutos do segundo tempo, muitas chances criadas pelos dois times e o ineditismo do árbitro assistente de vídeo (VAR), que foi responsável pela anulação de um gol e pela expulsão de um jogador da equipe do interior.

O campeão será conhecido no próximo domingo (21), na Fonte Nova. Em caso de empate por qualquer placar, a decisão será nos pênaltis.

Depois dos primeiros minutos, o que se viu foi um jogo movimentado, porém com poucas chances claras e com os dois times errando passes. Quando o Bahia de Feira acertou, o gol saiu. Aos 26 minutos, Bruninho recebeu de Van, passou por Ernando e chutou forte, estufando as redes de Anderson: 1x0.

VAR anula gol do Bahia de Feira

Precisando do resultado, o Bahia teve a chance do empate logo nos primeiros minutos da segunda etapa. Na cobrança de falta ensaiada, Fernandão escorou de cabeça para Elton, que matou no peito e mandou no gol. O goleiro Jair salvou o Bahia de Feira.

A resposta do time da casa veio em forma de gol. Após o cruzamento da direita, Ernando falhou e Jarbas completou para o gol. O lance tornou-se histórico: o árbitro de vídeo entrou em ação pela primeira vez no Baianão e flagrou impedimento de Alex Cazumba no início da jogada. Gol anulado.

O VAR ganhou os holofotes mais uma vez, porém por um motivo diferente. O árbitro Ricardo Marques mostrou cartão amarelo para Ebinho por causa de uma falta em Douglas Augusto, mas foi avisado de que a infração havia sido cometida pelo volante Gabriel Bispo. Como ele já tinha recebido cartão na partida, acabou expulso.

Bahia empata aos 52 minutos

A decisão foi movimentada até os minutos finais. O tricolor insistiu e foi premiado. Aos 52 minutos, Moisés cruzou da esquerda, Rogério emendou um sem-pulo e colocou no cantinho, sem chance para Jair. Era o empate no Joia.

Por muito pouco o Bahia não conseguiu uma virada épica dois minutos depois. Gilberto recebeu na linha de fundo e rolou para trás para Artur que, sozinho na área, chutou fraco e possibilitou a defesa salvadora de Jair.

Informações do Correio*

Compartilhe

Deixe seu comentário