Presídio pede a impugnação da candidatura de Paulo Carneiro à presidência do Vitória

Glauber Guerra/Bahia Notícias

A chapa "Vitória-Campeão Nacional em 2020", encabeçada por Gilson Presídio, candidato à presidência do Vitória, entrou com o pedido de impugnação da candidatura de Paulo Carneiro, que também concorre ao pleito pela chapa "Vitória Gigante, Unido e Forte". A solicitação foi entregue ao presidente do Conselho Deliberativo do Vitória e deputado federal Robinson Almeida (PT) nesta sexta-feira (12). A justificativa é a de que o ex-presidente do Leão não cumpre a exigência estatutária de ser sócio do clube há, no mínimo, 36 meses. 

 

De acordo com o pedido, a Comissão Eleitoral não pode acatar a inscrição, já que Paulo Carneiro "aparece na lista de sócios aptos a votar com apenas 24 meses de Sócio-Bronze". 

 

Paulo Carneiro conseguiu uma liminar na justiça para retornar ao Conselho Deliberativo do Vitória (veja aqui). No entanto, Presídio considera que a inscrição não deveria ter sido aceita e salienta que a Comissão Eleitoral não levou em conta o período necessário como sócio. 

 

"A comissão eleitoral não deveria ter aceito desde o início. A ação não diz isso, só se refere a ele retornar ao conselho. Não se refere ao período que ele deveria cumprir como sócio", disse o candidato em entrevista ao Bahia Notícias. 

 

No entanto, segundo o deputado Robinson Almeida (PT), a inscrição foi aceita com ressalva. Ainda de acordo com o dirigente, a comissão irá receber o pedido e notificar a defesa. A decisão pode ser tomada até a próxima segunda-feira (15). 


Informações Bahia Notícias 

Compartilhe

Deixe seu comentário