Feira Livre em exposição no MAC até o dia 6

A exposição “Feira Livre” fica alocada no Museu de Arte Contemporânea até o dia 6 de maio e pode ser visitada nos horários de funcionamento do Museu, que são de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 14h às 17h30.

Localizado hoje onde era o acesso a balança do antigo Campo do Gado, o Museu de Arte Contemporânea - MAC volta a contar e construir a história do dia a dia das feiras livres. Mas como isso pode acontecer dentro de um museu? Através da exposição da artista Bela Seifarth intitulada “Feira Livre”, que teve sua abertura na noite de quinta-feira, 21. 

A artista que já teve obras expostas no MAC, voltou com uma exposição com pinturas, esculturas e instalações visuais que levam o visitante a um ambiente de feirantes da cidade de Cachoeira, no recôncavo baiano. 

A intenção é dar visibilidade aos feirantes presentes naquele espaço e trazer a realidade desses personagens para um espaço cultural. “Tem uma obra aqui na exposição em primeira mão que se chama ‘1931’ que é uma escultura na escala 1 por 1 de uma vendedora de milho. Ela foi um registro que saiu na revista Cruzeiro, e eu trago uma releitura da fotografia e a levo para a feira de Cachoeira, como mostra o vídeo também exposto aqui, e com isso os vendedores, os ambulantes dessa feira tem acesso a essa fotografia descobrindo que são vistos sim”, explana Seifarth.

Em paralelo a exposição foi lançado o livro “Viveiro (de Arara)” do poeta Araylton Públio. Este é o quinto livro publicado do autor, que resolveu mudar seu estilo ao abotrdar a preservação do meio ambiente. 

“A proposta surgiu logo depois do quarto Concurso Municipal de Poesia, a ideia de fazer uma coisa nova, um livro temático como nunca tinha feito antes dentro dessa minha preocupação ecológica. Isso é uma coisa que eu já alimento há um bom tempo e com esse livro eu procurei dar um arremate e centrar a mensagem nesse tema de preservação do meio ambiente, da responsabilidade que a gente tem com o lixo que produzimos”, conta. 

É mais uma obra das Edições MAC, que já foi responsável por vários outros lançamentos de livros de cordéis, contos e poesias. A proposta de fomento a literatura por parte do governo do prefeito Colbert Martins Filho consiste na confecção dos livros, através da Fundação Cultural Egberto Costa, órgão que administra o MAC. 

“Com isso nosso intuito é valorizar os escritores e os cordelistas da nossa região. Na medida do possível nós damos todo o apoio para o artista concretizar seu trabalho”, explica Edson Machado, diretor do Museu.  

A exposição “Feira Livre” fica alocada no Museu de Arte Contemporânea até o dia 6 de maio e pode ser visitada nos horários de funcionamento do Museu, que são de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 14h às 17h30.

Compartilhe

Deixe seu comentário