Profissionais participam de capacitação de diagnóstico e manejo clínico de Dengue no HGCA

A direção do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) e o Núcleo Regional de Saúde Centro-leste, diante do atual cenário de surto de dengue em Feira de Santana, promoveram na manhã desta quarta-feira (13), uma capacitação voltada para médicos e enfermeiros doHGCA e da UPA do Estado.O evento contou com a presença do médico infectologista da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia, Dr.  Antônio Bandeira, que tratou sobre sintomas, diagnóstico e tratamento da dengue.   

“São   vários   os   sintomas   de   dengue,   como   febre,   vômito,   sangramento,   dor abdominal, dentre outros, porém como estamos vivendo uma situação de surto, uma febre alta já é um grande indício para dengue e devemos ficar atentos ao problema”, afirmou Dr.Bandeira.

De acordo com Aurélio Sciaretta, diretor-médico do HGCA, a capacitação visa garantir uma atendimento ainda mais eficaz para pacientes com dengue. “Nosso objetivo é que todo corpo médico e de  enfermeiros participem da capacitação  de diagnóstico e manejo  da dengue”, disse Dr.  Aurélio, acrescentando que nesta sexta-feira (15), às 14h30, a Dra.Melissa Falcão, Infectologista, vai realizar mais um treinamento sobre dengue no auditório do HGCA.

Este ano, segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN),cinco pessoas foram a óbito na Bahia, vitimas de dengue. Trata-se de uma doença febril aguda causada por um vírus, sendo um dos principais problemas de saúde pública no mundo. É transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que se desenvolve em áreas tropicais esub tropicais. A dengue é  uma doença potencialmente grave, porque pode evoluir para adengue hemorrágica a síndrome do choque da dengue, caracterizadas por sangramento e queda de pressão arterial, o que eleva o risco de morte. A melhor maneira de combater esse mal é atuando de forma preventiva, impedindo a reprodução do mosquito.

Compartilhe

Deixe seu comentário