Cabelereira diz que confusão no Aria Hall tem nada a ver com briga de facção

Reprodução

Uma cabeleireira que não quis ser identificada entrou em contato com a reportagem do Polícia é Viola afirmando que a briga que foi filmada na noite de domingo (10), no interior da casa de Show Aria Hall, localizada na Avenida Presidente Dutra e divulgada em redes sociais não tem nada a ver com briga de facção e que teria sido um desentendimento dela com o esposo contra um homem.

“Não consigo entender como as pessoas estão divulgando nas redes sociais e inclusive em sites jornalísticos de que as mortes que ocorreu com quatro pessoas na Queimadinha durante um confronto com a polícia, teria sido motivada pela briga ocorrida no Aria Hall. Eu sou trabalhadeira, sou direita, meu marido é trabalhador, é direito”. 

“O que aconteceu foi que estava com meu esposo, curtindo a festa e no momento da banda Unha Pintada, um homem passou a mexer comigo, meu marido foi falar com ele numa boa, que eu estaria acompanhada e que ele era meu marido. Mas, ele não respeitou e ainda desferiu um murro na cara do meu marido”. 

A cabeleireira continua – “Daí, iniciou-se toda confusão, quando vi meu parido sendo esmurrado, atirei uma cadeira no cara, pra salvá-la, porque estava em desvantagem após receber o primeiro soco. Então, no vídeo, aquela que atira a cadeira sou eu”. 

“Agora, irei tomar todas as medidas cabíveis, irei a delegacia ainda hoje (ontem), registrar uma queixa contra quem o publicou relacionando o desentendimento no Aria com briga de facção criminosa e ainda tiraram print da minha imagem e relacionando com as mortes do confronto com a polícia”. 

“Pois, a confusão no Aria foi uma, a do Boulevard onde teve um policial espancado foi outra, o confronto com as quatro pessoas e policiais também foi outra, e que nenhuma tem relação entre si. As pessoas tem que serem punidas que publicam essas mentiras e as mídias tem que apreender apurar melhor os fatos e não sair divulgando informações que pegou de fofoca de WhastApp. Até ameaças já recebi, por isso que tomarei todas providencias cabíveis”, finalizou a cabeleireira.

Compartilhe

Deixe seu comentário