Petista pede CPI do caso Coaf e ouve que Lula está preso

Reprodução/UOL

Durante sessão de debates da Câmara dos Deputados de quarta-feira (06), o deputado Henrique Fontana (PT) bateu boca com o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), que anunciou a condenação do ex-presidente Lula no caso do sítio de Atibaia.

"O petista falou, mas hoje é um dia triste para ele. Lula acaba de ser condenado a 12 anos de cadeia", disse o filho do presidente Jair Bolsonaro, alegando questão de ordem.  

Enquanto o petista tentava continuar a falar, Eduardo citou uma fala polêmica do senador Cid Gomes (PDT): "O Lula está preso, babaca". A discussão continua, mas os microfones dos parlamentares são cortados.

 Antes da intervenção de Eduardo Bolsonaro, o deputado Henrique Fontana havia pedido que os parlamentares assinassem a CPI das milícias do Rio de Janeiro, "que quer investigar os dados que o Coaf coloca que Fabrício Queiroz movimentou R$ 7 milhões em três anos nas contas do senador Flávio Bolsonaro".

Em resposta a Henrique, o deputado do PSL diz que "quem lidera a lista do Coaf é um deputado estadual do seu partido", em referência a André Ceciliano (PT-RJ), presidente da Assembleia Legislativa do Rio, também citado no relatório por movimentação financeira atípica.

Informações do UOL

Compartilhe

Deixe seu comentário