Bolsonaro ameaça demitir membros do governo que critiquem publicamente

Militar desautoriza Marcos Cintra, assessor de Paulo Guedes em entrevista à Band: “Já conversei com ele para não falar aquilo que não tiver acertado com o Guedes e comigo”

Sérgio Moraes/Reuters

Em entrevista concedida à Band nesta segunda-feira (05), Jair Bolsonaro (PSL) deixou claro que não pretende tolerar críticas públicas de pessoas que integram ou assessoram a equipe de seu governo. “A decisão que eu tomei, quem criticar qualquer um de nós publicamente, eu corto a cabeça”, disparou.

Bolsonaro respondeu a José Luiz Datena, apresentador do “Brasil Urgente”, segundo informações do BOL. Ele mencionou reportagem em que Marcos Cintra, assessor de Paulo Guedes, faz críticas à adoção do Imposto sobre Valor Agregado (IVA) e defende a aplicação de uma alíquota reduzida sobre toda transação nas contas bancárias, semelhante à Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

Ex-deputado federal, Cintra é um dos componentes da equipe de transição e considerado como um dos principais conselheiros de Paulo Guedes. “Esse cara já foi deputado e está lá na equipe de transição. Já conversei com ele para não falar aquilo que não tiver acertado com o Guedes e comigo. Parece que tem certas pessoas que, se é a verdade a informação, não pode ver uma lâmpada que se comporta como mariposa”, destacou Bolsonaro.


Informações Bol e Revista Fórum

Compartilhe

Deixe seu comentário