A eleição de Alexandre Frota é criticada pelo filho

Mayã Frota alfinetou a defesa de família e o pagamento de pensão do deputado federal eleito em São Paulo

reprodução/instagram

Entre os deputados federais que vão representar São Paulo em Brasília a partir de janeiro de 2019, a eleição de Alexandre Frota foi criticada pelo filho Mayã Frota após a constatação de votos do domingo (06). “Eu sou filho de um ex-ator pornô, ex-viciado em cocaína, que defende a família, mas queria me abortar. Como ele virou atual deputado federal de São Paulo, não sei”, escreveu Mayã no Twitter.

Mayã Frota é fruto do relacionamento entre Alexandre e a personal trainer brasiliense Samantha Lima Gondim, mantido em 1998. O novo deputado federal declarou, em diversas entrevistas, que não mantinha contato com o filho. “Ele não foi planejado. Eu não estava preparado para ser pai. Foi muito difícil para mim”, declarou Frota ao site Ego em 2011.

No Twitter, Mayã também afirmou ter sido bloqueado pela conta oficial de Alexandre Frota, que ainda não se pronunciou sobre o caso. “Pelo menos ele agora não vai poder usar como desculpa ‘não tenho dinheiro pra pagar a pensão…'”, escreveu o jovem. Frota enfrentou acusações na Justiça de Samantha Lima Gondim por não pagar a pensão alimentícia corretamente em 2011.

Sensibilizados com as declarações do deputado federal eleito em apoio a Bolsonaro pelo menos partido, PSL, alguns seguidores do jovem mandaram mensagens de apoio. “Mayã, sinto muito por você! Você só é a prova da educação que uma excelente mãe pode dar sem auxílio de pai nenhum”, escreveu um internauta. “Forças, guerreiro! Ninguém merece um pai como ele!”, escreveu outro.

Com informações da Veja e Metrópoles


Compartilhe

Deixe seu comentário