VOLTOU ATRÁS

Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro mudou de ideia após ter anunciado que o governo subsidiaria a conta de energia de templos religiosos no país. A possibilidade dessa medida gerou polêmica e após conversar com o ministro da economia, Paulo Guedes, o presidente voltou atrás. As religiões são importantíssimas para a sociedade, mas não vejo motivo para o governo subsidiar qualquer pagamento para elas. O impacto nas contas públicas poderia ser grande, a mesma medida poderia ser reivindicada por outros segmentos, gerando desgaste e ainda mais prejuízo. E se fizer pra uns, em tese, teria que fazer para os outros segmentos também.


Por: Fernando Moreira 

Compartilhe

Comentários