PODERIA SER UMA SIMPLES DECISÃO JURÍDICA.

Reprodução

Com o pedido de vista dos autos do processo  pelo ministro Gilmar Mendes, no qual  a  defesa do ex-presidente Lula pede  a anulação da sentença de Sergio Moro no caso triplex de Guarujá, só  no próximo ano  e  assim  mesmo depois do recesso do judiciário é que a  segunda turma do STF voltará  a aprecia-lo, sabendo-se  que dois votos  contra  a anulação  já são conhecidos,que são os de Edson Fachin e Carmem Lúcia; faltando os votos de Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowisk e Celso de Melo.

Sendo assim, o  ex presidente Lula passará o Natal e ano novo na carceragem da Policia Federal em Curitiba. Os comentaristas  de plantão acham que Gilmar Mendes só pediu vista porque teve receio  do processo do triplex  ser anulado e Lula passar o Natal em  casa, o que  seria  objeto  de críticas severas ao STF  e principalmente  no momento da  posse  do novo presidente, além de ser  um golpe  duríssimo na lava jato, pois estaria desmoralizando  a decisão  do  então Juiz  Sergio Moro que mandou prender o ex presidente. 

O fato em si poderia ser uma  simples decisão jurídica normal do STF, mas por  outro lado, poderia motivar manifestações  violentas  num momento importante para o país  que é a mudança de  governo e de ideologia política, já que o país passará   a ter um governo de extrema direita  depois de quase duas décadas de governo de esquerda. A atitude de Gilmar Mendes  pode  ter evitado  maiores conflitos num momento  muito delicado para a transição política  da nação.

Compartilhe nas redes sociais

Comentários