Servidora pública cobra providências no transporte público à SMTT

A servidora pública Nilza Lopes é moradora do bairro Conceição e convive com um piso altamente desgastado na região do seu trabalho, nas imediações do complexo de saúde do 35º BI, além de enfrentar diariamente problemas com o transporte público que atende

Foto: Joaquim Neto

A servidora pública Nilza Lopes é moradora do bairro Conceição e convive com um piso altamente desgastado na região do seu trabalho, nas imediações do complexo de saúde do 35º BI, além de enfrentar diariamente problemas com o transporte público que atende a localidade. Nilza cobra providência na resolução dessa situação à Secretaria Municipal de Transporte & Trânsito (SMTT)

“O ponto de ônibus do HGCA e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) está em um estado de absurdo, com lama, buracos, e nós ficamos muito tempo no abrigo esperando por um coletivo, o que se torna perigoso para os passageiros”, denunciou a servidora.

Com o objetivo de oferecer mais conforto e segurança, 50 novos abrigos para parada rápida em ponto de ônibus urbano do Sistema Integrado de Transporte (SIT) e também do novo Sistema de Transporte Público Alternativo e Complementar (STPAC), que passa a operar nos próximos meses, foram instalados na área urbana e em parte da zona rural de Feira de Santana.

O investimento da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), foi de R$ 230.500 mil com recursos próprios na fabricação de dois tipos de estrutura do mobiliário urbano: abrigos nas dimensões 3 metros por 2,5 e 3 metros por 2.

Informações do repórter Joaquim Neto


Compartilhe

Deixe seu comentário