3 em 1: Reitor da UEFS fala de greves, reivindicações e situação financeira da Universidade

Atualmente a Uefs atravessa um dos momentos mais difíceis da sua história, e enfrenta imensos desafios, um deles é o contingenciamento de recursos financeiros, situação essa que é vivida também por outras universidades estaduais.

A Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, recentemente completou 42 anos de existência. O Bom Dia Feira conversou com o Reitor Evandro Nascimento, para saber dele quais são os principais desafios nesse cenário atual para manter a universidade funcionando em pleno desenvolvimento.

“A UEFS tem a preocupação com a perenidade dos serviços, estrutura da universidade e seus cursos. Nós temos programa de avaliação dos cursos de pós-graduação a cada quatro anos. Outro desafio é a manutenção de terceirizados e a gestão de forma responsável. Por isso, qualquer restrição de repasse do orçamento complicará os serviços da instituição”, disse o reitor.

Reivindicações - O I Semestre de 2018 foi marcado por atos de mobilização dos estudantes de Odontologia e Psicologia, que reivindicaram melhorias para os respectivos cursos. Evandro explica se a situação já foi resolvida.

“De fato, faltam materiais e equipamento para algumas graduações devido a limitação do orçamento. Mas, nós já estamos providenciando celebrar um contrato para regularizar a questão. Além disso, há a necessidade de contratação de novos professores, e a reitoria também já está providenciando isso para poder propiciar a infraestrutura necessária aos estudantes”, afirmou.

Greves - Além das manifestações estudantis, os funcionários terceirizados da segurança e limpeza da instituição entraram em greve por um período no I semestre deste ano. A paralisação gerou impactos para a UEFS.

“A Universidade tem procurado pagar as empresas em dias, de acordo a legislação. Há um tempo atrás houveram atrasos, mas hoje a situação já está em dia. Ainda, houve um problema com a prestadora de limpeza, a qual o contrato já foi reincidido para uma nova concessão”, declarou Evandro Nascimento.

Situação financeira – A Universidade tem previsão de orçamento significativa que garante o pleno desenvolvimento das atividades administrativas e educacionais. No entanto, o repasse estadual não está sendo feito na íntegra (R$ 22 milhões), acarretando em prejuízos para o centro acadêmico.

Atualmente a Uefs atravessa um dos momentos mais difíceis da sua história, e enfrenta imensos desafios, um deles é o contingenciamento de recursos financeiros, situação essa que é vivida também por outras universidades estaduais. Mesmo diante das adversidades, a UEFS segue seu trabalho com a implantação de uma rede de internet sem fio, e recentemente foi contemplada com 800 bolsas do MEC para os cursos de licenciatura.

CUCA - O Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) está com inscrições abertas para as oficinas artísticas do semestre 2018.2. São ofertadas vagas nas áreas de dança e atividades corporais, artes visuais, música e teatro. Os interessados devem realizar a inscrição online para o sorteio, até o dia 16 de julho de 2018.

Informações do repórter Joaquim Neto


Compartilhe

Deixe seu comentário