Brasil se tornava campeão mundial pela primeira vez há 60 anos

Goleada contra a dona da casa, Suécia, na final, decretou o título

Reprodução

Há 60 anos o Brasil saía do estádio Rasunda, nos arredores de Estocolmo, na Suécia, como campeão do Mundo. A seleção brasileira, treinada por Vicente Feola, desbancou os donos da casa na final por 5 a 2, com gols de Vavá, Pelé (duas vezes) e Zagallo. Liedholm e Simonsson marcaram para os donos da casa.

Mesmo vencendo a Áustria na estreia do Mundial, o Brasil teve uma atuação ruim contra a Inglaterra, em partida que terminou 0 a 0. Ali, Feola viu que era o momento de mudar. Ele decidiu então ir ao banco e, já na partida contra a União Soviética, colocou em campo o camisa 10, Pelé, que tinha apenas 17 anos. Por um erro na inscrição na Fifa, os jogadores ficaram com a numeração trocada e a camisa mais mítica do futebol acabou vestindo o que seria o maior jogador de todos os tempos.

Já naquela partida, contra o poderoso Lev Yashin embaixo das traves soviéticas, o Brasil venceu por 2 a 0. Nas quartas de final, Pelé decidiu contra o País de Gales, marcando, no segundo tempo, seu primeiro gol em copas. Nas semifinais, a melhor atuação Rei. Mesmo enfrentando ninguém menos que a França, que tinha Just Fontaine no ataque, a seleção venceu por 5 a 2. Fontaine se tornaria até hoje o maior artilheiro em uma edição, com 13 gols, mas Pelé faria contra os Les Bleus três gols, conduzindo o Brasil à final.

Em 2012, o velho Rasunda foi demolido. Mesmo após reformas, ele mantinha o mesmo estilo da época, com os lados abertos e arquibancadas no estilo antigo, isoladas uma das outras. Ali o mundo viu, pela primeira vez, um rapaz de 17 anos agir como adulto. Acompanhados de craques como Nilton Santos, Garrincha, Didi e Vavá, Pelé deixou a Suécia com a taça Jules Rimet e seis gols.

Fonte: Notícias ao Minuto

Compartilhe

Deixe seu comentário