Homens transexuais deverão fazer alistamento nas Forças Armadas

Para apresentar-se, porém, é preciso ter documento oficial em que consta o registro de sexo masculino.

As pessoas que nasceram com o sexo biológico feminino e, por se identificarem com o gênero masculino, mudam de sexo, também passam a ser obrigadas a se alistarem em uma das Forças Armadas. De acordo com o Exército Brasileiro, o prazo de alistamento militar para transexuais é o mesmo válido para todos os homens maiores de 18 anos: até o próximo sábado (30).

Para apresentar-se, porém, é preciso ter documento oficial em que consta o registro de sexo masculino. Em seguida, o jovem deve acessar a página oficial do processo ou comparecer a uma Junta de Serviço Militar próxima da residência onde mora.

Quem não se alista fica em débito com o Serviço Militar e não pode, por exemplo, obter passaporte, matricular-se em qualquer estabelecimento de ensino e obter carteira profissional.

Compartilhe

Deixe seu comentário