Bahia empata com Botafogo aos 48 do 2T

Foto: Leonhard Foeger/Reuters

O Bahia enfrentou a equipe do Botafogo, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Fonte Nova. O Tricolor precisava de um triunfo para afastar a crise que causou a demissão do técnico Guto Ferreira. O resultado positivo não veio, mas o Bahia teve força para buscar o empate três vezes e a partida terminou em 3 a 3.

O JOGO

O Bahia foi quem chegou primeiro aos dois minutos. Régiz cobrou escanteio, Lucas Fonseca tocou na primeira trave, e a bola passou por Tiago que chegava para completar.

A resposta dos cariocas veio aos seis minutos. Régis perdeu a bola, e o Botafogo partiu em contra-ataque. Moisés recebeu pelo lado esquerdo, tentou cruzamento rasteiro, mas a bola tocou em Nino Paraíba e sobrou com Douglas.

O Botafogo se animou e chegou ao gol aos 11 minutos. Marcinho fez cruzamento a meia altura, Tiago pula não conseguiu tirar a bola da área. Rodrigo Lindoso pegou a sobra completamente livre e só rolou para Kieza completar para o gol. Com passagem marcante pelo Bahia, atacante não comemorou o gol.

O Tricolor quase empatou aos 29. Ellton fez bom lançamento para Kayke, que cruzou na medida para Élber. Atacante bateu de primeira, meio de joelho, mas Jefferson fez grande defesa para salvar o Botafogo.

Ao final da primeira etapa o Bahia teve outra grande oportunidade. Zé Rafael pegou chute da entrada da área, e Jefferson caiu para defender mais uma.

Mas na sequência não teve jeito. Leandro Bizzio marcou pênalti de Aguirre em Lucas Fonseca.Régis foi para cobrança e empatou. No lance da penalidade Aguirre recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

SEGUNDA ETAPA

O Bahia voltou tentando impor um ritmo ofensivo. Logo aos quatro minutos, Nino fez cruzamento, Marcelo Benevenuto tenta tirar, mas cabeceia contra o próprio gol. Lance perigos para o Bahia.

A resposta foi imediata e com gol. Pelo lado direito, Rodrigo Lindoso fez cruzamento na medida para Kieza cabecear e marcar o segundo dele e do Botafogo no jogo.

O Bahia voltou a correr atras do prejuízo e aos 12 chegou com perigo. Léo levantou na área do Botafogo, bola passa por todo mundo e sobrou com Gregore. O volante dominou e chuta rasteiro para nova defesa de Jefferson.

Dois minutos depois nova chance. Nino Paraíba fez o cruzamento, e Kayke cabeceou para defesa espetacular de Jefferson. Árbitro, porém, já tinha anulado lance para marcar falta do atacante do Bahia.

O Bahia passou a tentar ao segundo gol de qualquer jeito e acabava se precipitando nas jogadas ofensivas, desperdiçando boas oportunidades.

Mas o importante era continuar tentando. Aos 27 minutos, o Botafogo falhou na saída de bola, e Élber recuperou. o atacante avançou pelo lado direito e cruzou rasteiro para trás. Livre de marcação, Vinícius chutou forte e empatou o jogo novamente.

Aos 38 minutos os cariocas pularam na frente. Léo Valencia cobrou falta no ângulo esquerdo do gol de Douglas, que  não consegue alcançar. 3 a 2 Botafogo.

O Bahia teve fôlego par buscar o empate. Nino Paraíba fez cruzamento de perna esquerda e o baixinho Allione subiu entre os defensores do Botafogo para empatar no finalzinho da partida.

FICHA TÉCNICA
Bahia x Botafogo
Campeonato Brasileiro – 11ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 10/06/2018 (domingo)
Horário: 16h
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Assistentes: Daniel Luis Marques e Daniel Paulo Ziolli (ambos de SP)
Adicionais: Ilbert Estevam da Silva e Douglas Marques das Flores (ambos de SP)
Cartões amarelos: Régis, Élber, Kayke, Nino Paraíba e Lucas Fonseca (Bahia) / Aguirre (2x), Moisés, Jefferson e Leo Valencia (Botafogo)
Cartões vermelhos: Aguirre (Botafogo)
Gols: Régis, Vinícius e Allione (Bahia) / Kieza (2x) e Leo Valencia (Botafogo)

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Elton (Vinícius), Gregore (Geovane Itinga) e Régis (Allione); Élber e Zé Rafael; Kayke. Técnico: Cláudio Prates.

Botafogo: Jefferson; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso (Marcelo), Matheus Fernandes e Leo Valencia; Aguirre, Rodrigo Pimpão (Luiz Fernando) e Kieza (Brenner). Técnico: Alberto Valentim.

Fonte: resenhanarede.com.br

Compartilhe

Deixe seu comentário