Mulher que matou suposta amante é condenada há mais de 13 anos

Girlande Venância Leite, de 39 anos, foi condenada a 13 anos e 6 meses em regime fechado, após ser acusada de matar a doméstica Gleth de Almeida Gaudêncio Silva de Araújo , de 31 anos, em Feira de Santana. 

A vítima foi morta a facadas na Via G da Expansão do conjunto Feira IX, no dia 25 de junho de 2016. O julgamento aconteceu durante todo o dia de quinta-feira (07-06-18), no Fórum Filinto Bastos,  presidido pela juíza Márcia Simões. 

O Crime

A dona de casa Gleth de Almeida Gaudêncio Silva Araújo, que era conhecida como “Tita”, 35 anos, que residia na Via Local G, expansão do Conjunto Feira lX, em Feira de Santana, foi assassinada na manhã desta sábado (25-06-16), por volta das 8h30. A autora do crime, Girlande Venancia Leite, de 39 anos, residente no bairro Brasília foi presa em flagrante.

Uma guarnição da 65ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), sob o comando do subtenente Américo Bittencourt, compareceu ao local do crime e prenderam a acusada em flagrante após a mesma ser pega pela população. O subtenente contou para reportagem que. "Esse foi um crime passional. A vítima tinha um relacionamento amoroso com o marido de Girlande", contou.

A filha da vitima de 11 anos, falou para reportagem, que estava na casa com sua mãe e seu irmãozinho de 4 anos, quando a assassina chegou e disse que era irmã do homem (que a vitima tinha relacionamento). Ao entrar, a acusada pediu que a filha da vítima, de 11 anos, fosse comprar pão.

“Ela entrou mandou eu comprar pão, eu ainda questionei pra minha mãe, vou achar pão onde mãe, uma hora dessa. Ai mainha falou, veja ai que você encontra, quando sair, ela pediu pra ir ao banheiro e quando voltou, ela golpeou minha mãe com uma faca no pescoço na frente do meu irmão de 4 anos”, firmou a garota.

Compartilhe

Deixe seu comentário