Em Feira, caminhoneiros fazem churrasco como forma de protesto na BR-116/N

“Não será permitido a passagem de caminhões aqui. A mobilização aqui não tem hora para ser encerrada, pois os preços estão abusivos demais”, disse um caminhoneiro.

Foto: Joaquim Neto

A manifestação dos motoristas de caminhão contra o aumento no valor do combustível entra no 2º dia consecutivo no Brasil. Hoje (22), em Feira, os atos foram transferidos da BR-324 para a 116/N, no bairro Cidade Nova.

Encontra-se vários veículos congestionando em um lado da pista (Feira-Serrinha), permitindo somente o fluxo de carros pequenos, ônibus, viaturas e ambulâncias. Caminhoneiro há mais de 30 anos, Railton Duarte afirma que a causa da manifestação é o elevado custo da gasolina e petróleo. De acordo com ele, todos os condutores deveriam abraçar a ação.

“Não será permitido a passagem de caminhões aqui. A mobilização aqui não tem hora para ser encerrada, pois os preços estão abusivos demais”, disse

O sargento da Polícia Militar, Brito, enfatiza que o protesto ocorre de forma pacífica (até o fechamento desta reportagem). “A equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) se faz presente para controlar a situação no local”, garantiu.

Além de Feira de Santana, outros protestos são realizados simultaneamente nas cidades de Teofilândia e Vitória da Conquista.

Informações do repórter Joaquim Neto

 

Compartilhe

Deixe seu comentário