Com direito a replay! Relembre os jingles que embalaram a torcida da seleção brasileira

Em tempos de Copa do Mundo, as músicas que embalam as torcidas mundo afora têm ocupado espaço tão fundamental quanto os jogadores em campo. Enquanto a bola rola nos estádios, as batidas alegres e cheias de significado rompem a barreira do tempo, sendo ete

Rádio Grenal

Em tempos de Copa do Mundo, as músicas que embalam as torcidas mundo afora têm ocupado espaço tão fundamental quanto os jogadores em campo. Enquanto a bola rola nos estádios, as batidas alegres e cheias de significado rompem a barreira do tempo, sendo eternizadas por gerações. 

As emissoras de TV e rádio, especialmente, têm papel importante nesse cenário. Foi durante a primeira transmissão da Copa ao vivo no Brasil, em 1970, por exemplo, que a música “Pra Frente Brasil” ganhou a voz de milhares de torcedores ainda extasiados com a conquista da terceira taça.

Já na Copa de 1982, na Espanha, era a vez de “Voa, canarinho, voa”, escrita pelo lateral Júnior, unir as vozes da torcida, que vivia os últimos capítulos da ditadura militar. Diante do grande engajamento da população com as músicas temáticas e a resposta positiva da audiência, tornou-se tradição entre os canais de TV a criação de seus próprios jingles. Surgia aos poucos uma receita poderosa para fidelizar o público, e de quebra, associar as canções às emissoras que as veiculavam.

Os primeiros jingles ganharam força a partir de 1986, com o lançamento de “Mexe coração”, na Globo. O hino ressaltava a emoção do evento e qualidades do povo brasileiro, como sua raça e ginga.

Nos anos 1990, mais uma novidade. Além dos jingles “Papa essa, Brasil”, da Globo, e “Sai da reta para o Brasil passar”, da Bandeirantes, o País era apresentado a um novo e carismático personagem: o Amarelinho. O mascote passou a acompanhar a transmissão do SBT, sempre vibrando quando o Brasil marcava gols.

Amarelinho ganhou mais espaço a partir da Copa de 1994, quando a emissora lançou o jingle“Brasil, Brasil, Brasil, que imediatamente estava na ponta da língua dos torcedores. Não foi muito diferente com “Coração verde amarelo”, que embala as transmissões da Globo há 20 anos. 

https://www.youtube.com/watch?time_continue=78&v=4BvVKAUwmnE


Compartilhe

Deixe seu comentário