Rui quer endurecer punição para não dar ‘refresco’ a criminosos

Governador voltou a criticar audiência de custodia; disse que 62% de todos os criminosos presos em 2017 foram colocados em liberdade em 24 horas

Foto: Felipe Iruatã / bahia.ba

O governador Rui Costa (PT) voltou a defender, na manhã desta segunda-feira (16), penas mais duras para criminosos. Segundo o petista baiano, a medida é necessária para não dar “tanto refresco e boa vida” a autores de crimes.

Em entrevista à TV Record, o chefe do Palácio de Ondina reiterou críticas à audiência de custodia. Segundo o governador, no ano passado, 62% de todos os criminosos presos foram colocados em liberdade em 24 horas.

Rui Costa disse que há um “sentimento de frustação” entre policiais diante deste cenário. “Não há sistema de segurança que consiga conter essa ação”, afirmou.

O governador, que é pré-candidato à reeleição ainda pregou humildade ao ser questionado se o seu favoritismo aumento após o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), desistir de disputar o governo. “Não existe eleição ganha. Temos que trabalhar com a mesma humildade e o mesmo ritmo”, frisou.

Compartilhe

Deixe seu comentário