Fechamento da Escola Estadual Menino Jesus de Praga é assunto na Câmara de Vereadores de Feira

Foto: Ed Santos

Na manhã desta segunda-feira (12), em sessão na Câmara Municipal de Vereadores, o vereador Ron do Povo discursou sobre o fechamento da Escola Estadual Menino Jesus de Praga, localizada no bairro Sobradinho, em Feira de Santana, onde disse está bastante sentido e inconformado com a situação.


Em seu discurso, Ron do Povo afirmou que já estudou na instituição de ensino e pontuou que esteve presente na manifestação que ocorreu na última sexta-feira (9), em frente à escola em questão, onde os pais e responsáveis de alunos pediam pelos seus direitos. Na oportunidade, o vereador criticou a o motivo pelo qual foi dado para o fechamento da escola, afirmou que o motivo não foi por conta da crise econômica do Brasil.

O vereador Cadimiel Pereira parabenizou as palavras do parlamentar Ron, “por conta do mesmo ser porta-voz do fechamento da escola”, salientou ainda a existência de mais quatro colégios em Feira de Santana que estão para fechar, “peço que o fechamento desta escola não seja admissível”, disse. Cadimiel, ainda em defesa ao discurso de seu colega de mandato, acusou ser um retrocesso do Governo do Estado da Bahia.


Cadimiel Pereira também ressaltou que o anuncio do fechamento da Escola Estadual Menino de Praga foi feito em uma época inadequada, já que o prazo de matricula da rede estadual e municipal de Feira de Santana já foi encerrado, deixando as crianças que se matricularam na escola em questão, desamparadas e sem saber onde irão estudar.


O presidente da câmara de vereadores, o vereador José Carneiro, também se pronunciou sobre o assunto, afirmando que quem tem que dar essa informação é a secretaria de educação. “Não tenho essa informação a respeito, já que o líder de governo, o vereador Lulinha, não estava presente e deveria imediatamente falar com a Seduc. Eu, na condição de presidente da Câmara Municipal de Vereadores, apenas ouvi a denúncia do vereador Ron do Povo e não tenho mais informações sobre o caso”, pontuou.


Procurado pelo Bom Dia Feira, o vereador Alberto Nery, afirmou entrou em contato com o Governo do Estado, responsável pela escola fechada em questão, e de acordo com o vereador, a informação é que a mesma possuía 578 alunos, 26 professores e 12 REDA. “Era um convênio que o Governo do Estado tinha com essa escola. Os alunos estão sendo transferidos para outras unidades de ensino de bairros adjacentes. O custo deste prédio era de 15 mil reais mensais”, explicou.

Ainda de acordo com o vereador Ron do povo a comissão da Câmara Municipal de Feira de Santana fará uma reunião com o diretor da escola em questão para entender o motivo do fechamento da mesma. 

Compartilhe

Deixe seu comentário