PEGOU MUITO MAL

Receber um suspeito em sua própria residência não foi nem um pouco prudente

Foto: André Dusek / Estadão Conteúdo

A visita do presidente Michel Temer à ministra Carmem Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), em pleno sábado, na residência dela, sem pauta previamente divulgada e fora da agenda oficial pegou muito mal. 

Temer, não é apenas o chefe do executivo, ele carrega nas costas duas denúncias criminais, dois inquéritos por corrupção e uma quebra de sigilo bancário. 

Receber um suspeito em sua própria casa e nas condições que citei no parágrafo acima impõe a Carmem Lúcia que apresente algum tipo de explicação, por menos convincente que seja.

Elsimar Pondé

Compartilhe

Deixe seu comentário