Polícia baiana tem média de 44 suspeitos de crimes presos por dia

Em janeiro, fevereiro e início de março foram 2.630 capturas em toda Bahia e também em outros estados

Foto: Alberto Maraux/SSP-BA

As polícias Militar e Civil em janeiro, fevereiro e início de março de 2018 chegaram a média de 44 criminosos presos por dia. As 2.630 capturas ocorreram em Salvador, Região Metropolitana, interior e em outros estados. Em duas operações alvos foram interceptados em São Paulo e Alagoas. 

Entre os criminosos mais perigosos localizados está João Cleison Carvalho, que ocupava a carta Valete de Paus do Baralho do Crime da SSP e foi localizado, na cidade de Maceió. 'Didi', como era conhecido, praticava tráfico de drogas, homicídios e assaltos a banco.

Fazem parte também desta lista de mais perigosos os quatro sequestradores, capturados em São Paulo, responsáveis pela ação contra o ex-prefeito de Valença e, na última semana, um pedófilo, condenado pela Justiça Federal, que trabalhava como animador infantil e foi localizado, em Salvador.

"Está é a polícia que orgulha os baianos e é referência no país. Essas prisões são resultados dos trabalhos preventivo, investigativo e de inteligência", enfatizou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa. Lembrou ainda que nesta conta não entraram os adolescentes apreendidos praticando crimes. "Com certeza a média diária aumentaria se acrescentássemos", concluiu.

Compartilhe

Deixe seu comentário