Operação para conter troca de tiros entre facções acaba com dois suspeitos mortos e dois presos

Foto: Aldo Matos

A polícia Miltar realizou um cerco na manhã desta sexta-feira (9), no conjunto Viveiros, após uma troca de tiros entre facções rivais, contendo e prendendo alguns suspeitos. Durante a operação, houve um confronto com os policiais, na qual dois homens morreram e após diligências dois foram presos.


Segundo informações do subtenente Amorim, da Rondesp Leste, a guarnição foi acionada para apoiar os policiais da 67ª CIPM. De acordo com o subtenente, os homens estavam disputando pontos de drogas. A morte de um dos integrantes de uma facção também motivou o tiroteio entre os dois grupos. 


Os dois integrantes de das facções que morreram durante o confronto com a polícia ainda foram socorridas pelos PMs para o HGCA (Hospital Geral Clériston Andrade), mas não resistiram aos ferimentos e vieram a òbito. Os nomes ainda não foram divulgados.

Felipe Castro Cruz, 18 anos, que segundo a polícia estava com uma pistola Taurus ponto 40, com treze cartuchos, foi preso e apresentado na Central de Flagrantes do Complexo de Delegacias. Segundo o subtenente, ele foi preso ao ser visto pelos policiais saindo de um esgoto na Expansão Feira IX.

Inicialmente ele se identificou com o nome de Fernando, mas em seguida teve a identificação confirmada na delegacia como Felipe, um dos envolvidos na ocorrência do Viveiros. O segundo preso foi identificado como Tiago César Carvalho Gomes, 31 anos, morador no Conjunto Feira IV, onde também houve diligências policiais como parte da operação.


Compartilhe

Deixe seu comentário