Leões atacam e matam caçador em reserva privada na África do Sul

A cabeça e outras partes do corpo foram encontradas no sábado (10)

Foto: Reprodução

Um caçador foi devorado por leões numa reserva animal no nordeste da África do Sul. A cabeça e outras partes do corpo foram encontradas no sábado (10), em Hoedspruit, cidade próxima ao conhecido parque nacional Kruger, disse um porta-voz da polícia, citado pela agência France-Presse. Uma arma carregada foi encontrada junto aos restos do homem.

"Suspeitamos que o homem estava caçando ilegalmente quando foi atacado e morto por um grupo de leões, que devoraram praticamente todo o corpo, deixando apenas a cabeça e alguns pedaços de carne", detalhou Moatshe Ngoepe.

No ano passado, vários leões foram encontrados mortos envenenados, sem a cabeça e com as patas cortadas, provavelmente para serem utilizadas na produção de produtos de medicina tradicional.

No entanto, os rinocerontes são o principal alvo dos caçadores na África do Sul, que totaliza um total de 80% da população mundial dos animais. Em 2017, foram mortos mais de mil animais no País, segundo as autoridades.

Comentários