Secretária de saúde do município, rebate críticas do secretário de saúde do estado

"É importante que nós tenhamos um conhecimento do que é atenção básica. Esse índice é quase igual ao índice de todo os estado da Bahia", afirma

Foto: Joaquim Neto

A secretária de saúde do município de Feira de Santana, Denise Mascarenhas, rebateu as críticas feitas pelo secretário de saúde do estado Fábio Villas-Boas, afirmando que rede de Atenção Básica na cidade anda muito bem.

“Acredito que o secretário de saúde do estado precisa ter um pouco de cautela ao dar uma entrevista. Hoje, Feira de Santana é a cidade que tem o melhor índice, dentro da população, em atenção básica de saúde, já ultrapassamos a faixa dos 70% em cobertura. É importante que nós tenhamos um conhecimento do que é atenção básica. Esse índice é quase igual ao índice de todo os estado da Bahia”, afirma.

Segundo a secretária, isso quer dizer que “Feira de Santana investe e prioriza exatamente o que as políticas públicas falam que é atenção básica”, pontua. “Acredito que ele não tinha os números exatos sobre o que se passa”, completa.

Ainda de acordo com Denise Mascarenhas, dentre as construções que estão sendo feitas pela secretaria de Saúde do município estão: o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Silvio Marques no bairro Mangabeira, o CAPS i e o CAPS III no bairro Olhos D'Água, uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro Queimadinha e 5 Unidades de Saúde nos bairros, Campo Limpo, Rua Nova, São Cristovão, Candeal e Santo Antônio dos Prazeres.

“Fomos muito parabenizados em todas as reuniões que tivemos, porque, em um momento tão difícil, Feira de Santana estava prosperando no quesito saúde. É Importante entendermos o que é Atenção Básica e sabermos que cidades que tem 100%, são cidades que tem 19 mil habitantes, nenhuma cidade do porte de Feira de Santana, chega a 100%”, pontua.

Em 2018, a secretária de saúde do município afirma que estará implementando a Atenção Básica. “Estamos transformando basicamente essas unidades de atenção básicas convencionais  em 5 PSF’s”, completa.


Compartilhe

Deixe seu comentário