Bahia deslancha no segundo tempo e, com três de Hernane, bate o Vitória da Conquista na Fonte Nova

Depois de primeiro tempo ruim, Tricolor cresce na etapa final e, com gols de Zé Rafael, Hernane, Régis e Vinícius, bate o Conquista por 6 a 1; Flávio Caça-Rato fez o de honra dos visitantes

Foto: Marcelo Malaquias / E.C. Bahia / Divulgação

VIROU PASSEIO

O Bahia foi das críticas aos aplausos em menos de 45 minutos. Depois de um primeiro tempo ruim, com direito a vaias do seu torcedor na chegada do intervalo, o Tricolor cresceu na etapa final e bateu o Vitória da Conquista por 6 a 1, na Arena Fonte Nova. Para vencer, o Tricolor contou com um gol cedo de falta de Zé Rafael, com um minuto da etapa final, e as estrelas de Régis e Hernanes, que voltaram ao time. O Brocador, por sinal, precisou de apenas 30 minutos para mostrar o velho faro de gol e marcar três vezes. Flávio Caça-Rato fez o gol de honra do Bode.

BROCA HAT-TRICK

O Bahia tinha como uma das novidades na lista de relacionados para a partida o retorno de Hernane. Depois de ficar fora de alguns jogos por opção Guto Ferreira e, em seguida, por lesão, o Brocador voltou a ser utilizado nesta quarta e teve uma noite iluminada. Hernane substituiu Kayke na volta para o intervalo e, com oito minutos em campo, já tinha aberto o placar. Foi o primeiro gol dele na temporada, que foi às lágrimas. Aos 15, o Brocador fez mais um em rebote do goleiro. Aos 30, aproveitou o cruzamento de Vinícius para marcar o terceiro dele.

PRIMEIRO TEMPO

A etapa inicial seguiu o roteiro do Bahia em muitas das partidas neste início de temporada. Apático, o Tricolor pouco ofereceu de perigo para o Vitória da Conquista. Com os visitantes fechados no seu campo de defesa, o Tricolor criou as melhores oportunidades em cima de erros do adversário. Em um deles, aos sete minutos, Kayke tinha a bola completamente livre dentro da área, mas se atrapalhou e caiu. Em outro, já no final da etapa inicial, Vinícius pegou livre sobra fora da área e chutou para defesa de Leandro. Do outro lado, o Conquista pareceu se contentar o empate e não conseguiu criar chances efetivas de gol.

SEGUNDO TEMPO

Parecia um outro jogo. Com um minuto de partida, Zé Rafael acertou uma bela cobrança de falta e abriu o placar na Fonte Nova. Gol que não só deu tranquilidade para os jogadores tricolores, como fez o Vitória da Conquista se lançar à frente e dar espaços. Com mais campo, o Bahia criou com facilidade e construiu a goleada. Em 30 minutos em campo, Hernane, que substituiu Kayke no intervalo, marcou três vezes. Régis, que também entrou no segundo tempo, deixou o seu, assim como Vinícius. Entregue, o Bode só conseguiu marcar uma vez, em gol chorado de Flávio Caça-Rato.

PÚBLICO E RENDA

  • Total público pagante: 4.414;
  • Total geral de público: 4.646;
  • Renda: R$ 42.745,00.

PRÓXIMOS JOGOS

O técnico Guto Ferreira vai ter agora o tempo que tanto desejou para treinar a equipe. O Tricolor só volta a campo no dia 18 deste mês, quando vai enfrentar o Vitória, em clássico pelo Campeonato Baiano. O Vitória da Conquista vai ter menos tempo até o próximo jogo. No dia 14, o Bode enfrenta o Jacuipense, no Lomanto Júnior.

Compartilhe

Deixe seu comentário