Vacina da febre amarela impede doação de sangue por 4 semanas

Por conta da restrição, órgão lança campanha para que população doe sangue antes de se imunizar contra a doença.

Marlon Costa/Pernambuco Press

A pessoa que receber a vacina contra febre amarela não poderá doar sangue por quatro semanas, a contar da data da imunização, segundo informações da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado da Bahia (Hemoba). Por conta da restrição, o órgão lançou uma campanha para que a população soe sangue antes de tomar a vacina.

A diretora de hemoterapia da Hemoba, Iraildes Santana, disse que o objetivo da campanha é reduzir o impacto com a inaptidão após a vacina e garantir os estoques regulares para o período anterior ao carnaval.

“O nosso objetivo é reduzir ao máximo o impacto da inaptidão após a vacina, por isso aquecemos as campanhas para mobilização de doadores, sobretudo neste período, onde já é comum experimentarmos uma redução nas doações. Toda bolsa de sangue coletada representa esperança e a chance de salvar até quatro vidas”, afirmou.

Para doar sangue, o voluntário deve estar em boas condições de saúde, pesar acima de 50 quilos, sendo necessário estar alimentado, tendo preferencialmente ingerido alimentos sem gordura. O doador precisa ter entre 16 e 69 anos de idade (menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal) e apresentar documento original com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional. Mais informações também podem ser acessadas através do site www.hemoba.ba.gov.br, ou das páginas oficiais da Fundação no Facebook e no Instagram (@hemobaoficial).

Compartilhe

Deixe seu comentário