Ouvinte do programa Bom Dia Feira faz desabafo sobre transporte público de Feira de Santana

"Sem contar no descaso e na falta de consciência das pessoas, neste mesmo terminal, o passeio é ocupado por varias motocicletas que interditam e impossibilitam a livre circulação dos pedestres e dos cadeirantes"

Reprodução

Na manhã desta sexta-feira, uma ouvinte do programa Bom Dia Feira - Com Dilson Barbosa, na rádio Princesa FM 96,9, fez um desabafo que chamou a atenção de todos da bancada, assim como todos os ouvintes do programa. 

No texto, a ouvinte que não se identificou, disse as seguintes palavras:

"Nós passageiros que precisamos do transporte público em Feira, estamos sofrendo todos os dias para pegar ônibus. No terminal da cidade nova, eles reduziram a frota de ônibus que roda pra Uefs, somos obrigados a esperar cerca de até duas horas pra conseguir fazer esse percurso tão curto, mas que precisa do ônibus. 

Sem contar no descaso e na falta de consciência das pessoas, neste mesmo terminal, o passeio é ocupado por varias motocicletas que interditam e impossibilitam a livre circulação dos pedestres e dos cadeirantes, hoje mesmo tinha cerca de 10 motos na frente da única rampa disponível para acesso ao terminal, porque a outra está destruída impossibilitada, o que é mais um problema.

Venho até o Bom dia Feira, porque acredito na competência dos profissionais que vocês são e tem dado voz às necessidades do povo. Por favor, vamos denunciar isso aos órgãos competentes que não estão sendo tão competentes assim.

A acessibilidade é um direito de todos nós, o transporte público também, que apesar de público não é de graça, não vou nem comentar do reajuste previsto, deixa isso pra outra oportunidade. 

Hoje mesmo pra chegar na Uefs tive que solicitar ao fiscal que por favor colocasse algum dos ônibus que estavam parados, isso mesmo parados,  pra trazer eu e mais tantos outras passageiros que estavam lá esperando a mais de uma hora. E chegando na Uefs o motorista não queria entrar, depois de mais uma reclamação e por ter uma passageira cadeirante dentro do ônibus ele resolveu entrar. Até quando esse descaso, falta de respeito e compromisso com a população vai existe? Eu estou indignada com tamanha incompetência dos órgãos públicos!

O que nos resta é seguir nesta luta que é diária e de todos nós! Obrigada, tenham um bom dia!"

A mensagem foi prontamente encaminhada para a Assessoria de Rádio e Escuta do município, que prontamente encaminhará para a secretaria responsável, neste caso, Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT).

Compartilhe

Deixe seu comentário