TRE-BA diz que não vai prorrogar prazo para recadastramento biométrico

Em todo o estado, 1,6 milhão ainda precisam se apresentar para fazer o procedimento, nas 52 cidades onde o recadastramento é obrigatório.

Bruno Concha/Secom PMS

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) informou que o prazo para fazer o recadastramento biométrico, que termina no dia 31 de janeiro, não vai ser estendido e que a corte do órgão vai decidir o que fazer com eleitores que não comparecerem para realizar o procedimento e que, por consequência, tiverem o título cancelado por conta da ausência.

Em todo o estado, mais de 2,7 milhões de pessoas já realizaram o recadastramento biométrico nas 52 cidades onde o procedimento é obrigatório -- 1,6 milhão ainda precisam se apresentar para fazer o procedimento.

Na cidade de Salvador, que está incluída entre os municípios onde a biometria é obrigatória, o número de pessoas já submetidas ao processo é de mais de 1,1 milhão -- mais de 800 mil ainda precisam se recadastrar.

"O cadastramento biométrico está previsto para ser concluído em 31 de janeiro e não vai haver prorrogação de prazo. Ou seja, a conclusão da revisão será finalizada nesse dia e quem não compareceu terá o título cancelado. Com relação a esses eleitores faltosos, a corte vai decidir o que fazer. Apesar das propagandas, as pessoas deixaram o procedimento para fazer na última hora e agora encontram dificuldades", disse o presidente do TRE-BA, o desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano.

Comentários