Após 13 reprovações, feirante tira CNH e ganha festa temática da família

Filha preparou festa surpresa para comemorar vitória do pai após conquistar carteira de habilitação.

Monique Florêncio/Arquivo pessoal

feirante Paulo Alves Barbosa, de 48 anos, reprovou 13 vezes nos processos necessários para tirar Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Ele mora no Sítio Serrote dos Bois, zona rural de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e o maior sonho dele era ter a CNH. "Quando reprovava ficava triste, mas nunca pensei em desistir", disse.

Para comemorar a aprovação, a filha de Paulo preparou uma surpresa para o pai: confeccionou um bolo com o tema CNH, com desenhos de carros e a frase "quem acredita sempre alcança". "Meu pai parecia pinto no lixo de tão feliz que estava", brincou Monique Florêncio.

Seu Paulo, como é conhecido, deu entrada no processo da CNH em junho de 2016. O que ele não sabia é que seria difícil alcançar o objetivo. O feirante reprovou nove vezes na prova teórica, e a cada derrota ele ficava triste, mas permanecia firme na decisão de ir até o fim.

O homem ouvia deboches dos conhecidos, que tentavam desmotivá-lo, mas isso não foi motivo para baixar a cabeça. Na décima tentativa da prova teórica, para alegria de Paulo e dos familiares, ele conseguiu a aprovação.


Após as aulas práticas, Paulo Alves fez a primeira baliza, a de motocicleta, e reprovou. Como já havia passado um ano, o feirante precisou reabrir o processo para retirar a CNH. Após a reabertura, ele foi aprovado na baliza de moto na seguda tentativa e reprovou duas vezes na prova prática de carro. Na terceira vez, ele alcançou o grande sonho: foi aprovado.

Comentários