Organização administrativa e financeira são prioridades de Gerinaldo no Flu

Gerinaldo Costa ficou afastado por um tempo, mas voltou e está fazendo um trabalho de bastidores no Fluminense de Feira

Foto: Cristiano Alves - Ascom Feira de Santana

Depois de ficar um tempo afastado, Gerinaldo Costa retornou à presidência do Fluminense de Feira e na atual conjuntura, tem buscado trabalhar mais nos bastidores sem ter para si os “holofotes”. O mandatário, que se licenciou para resolver assuntos particulares garante que vai cumprir o mandato até o fim e o seu objetivo é buscar a organização administrativa e financeira no tricolor feirense. 

No final do ano passado, Gerinaldo Costa pediu afastamento de 90 dias e posteriormente renovou a licença por mais três meses. Passado o prazo reassumiu o comando do clube e optou por ficar mais na retaguarda cuidando de outros setores já que o futebol seguiu com o triunvirato de Luiz Paolilo Filho, Junior Mesquita e José Francisco Pinto, o Zé Chico. “As pessoas pensam que o clube é somente futebol e na verdade não é. Existem outros setores que precisam de todo o cuidado como esta parte de administração e finanças e como as coisas no futebol estão caminhado bem, era necessária uma atenção maior a outros setores e por isso preferi fazer este trabalho mais burocrático”, afirmou Gerinaldo Costa.

O presidente não vê nenhum tipo de problema em falar pouco de futebol, nesse momento vivido pelo Fluminense. “Quando formamos a equipe, não formamos um grupo de estrelas. É um grupo sem vaidades onde os companheiros podem responder muito bem pelos setores que foram designados e por isso não tenho objeção em agir assim. As coisas funcionam bem e o grande objetivo é manter esta harmonia entre os dirigentes e através disso vamos lutando para que o clube siga no processo de democratização”, disse Gerinaldo Costa.

PRESTAÇÃO DE CONTAS 

O dirigente aproveitou a assembleia geral, que elegeu Zé Chico como presidente do Conselho Deliberativo, para fazer a prestação de contas de 2016. “Prestar contas no Fluminense tem sempre alguns problemas, mas conseguimos fazer a prestação de contas do primeiro ano do meu novo mandato e agora um dos meus objetivos é entregar as de 2017 no final do mandato no mês de maio”, afirmou o presidente. 

Outra situação que Gerinaldo Costa acompanha de perto é a questão do PROFUT. “Temos que estar vigilantes em relação a isso para evitar maiores problemas. Existem situações que devemos estar atentos em relação a cumprimento de prazos, à legislação para que o Fluminense esteja enquadrado nesse contexto. Vamos acompanhar de perto a questão de alterações no nosso estatuto, que por sinal é uma coisa que defendo sempre”, garantiu.

Compartilhe

Deixe seu comentário