Bom Dia Agora por Dilson Barbosa

Curta nossa página no Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram
DOLAR R$ 3,223
24 de Novembro de 2017
TODAS AS NOTÍCIAS ›

Esporte
Marquinhos faz história, mas Bahia vence de virada, sobe na tabela e afunda Avaí

08/11/2017 às 22:19:33
Aumentar Fonte Diminuir Fonte

RESUMÃO

ÁGUA NO CHOPE

Em noite de história para o maior ídolo do Avaí, Marquinhos, festa toda do Bahia em Florianópolis de Edigar Júnio. Pela 33ª rodada da Série A, na noite desta quarta-feira, o capitão do Leão da Ilha marcou de falta e se tornou o maior artilheiro da Ressacada. Mas o Tricolor baiano, em ascensão no Brasileirão, cresceu no jogo e conseguiu a virada com dois gols do artilheiro do Bahia na Série A para conquistar terceira vitórias nos últimos quatro jogo, encostar no G-7 ao conquistar e afundar e afundou ainda mais o time catarinense na vice-lanterna.


SITUAÇÃO E SEQUÊNCIA

Com os três pontos conquistados, o Tricolor alcançou 45, praticamente garantiu a permanência na Série A e ainda encostou no Flamengo, o 7º colocado. Do outro lado, o Avai manteve os 35 e a 19ª posição e volta a campo no próximo sábado, diante do líder Corinthians, às 19h. Já o Bahia retorna para Salvador, onde recebe o Atlético-MG, às 18h de domingo, na Fonte Nova.


QUE HOMEM! QUE FASE!

Edigar Júnio é o nome do Bahia nesta fase de evolução do time na Série A. Nos últimos sete jogos, marcou gols, dos nove que marcou em toda competição. Nessa série, são quatro vitórias do Tricolor, dois empates e uma derrota. Nos últimos quatro jogos, aliás, o time de Salvador ganhou três e empatou um. São 10 pontos conquistados dos últimos 12 disputados, que transformaram a luta contra degola em briga por Libertadores


BORDERÔ

Público: 4.412 (o pior do time na série A)
Renda: R$ 78.830


NÚMEROS


Posse de bola:

Avaí 46% x 54% Bahia

Finalizações:
Avaí 20 x 10 Bahia

Chances reais:
Avaí 3 x 5 Bahia

Bolas levantadas:
Avaí 29 x 12 Bahia


1º TEMPO

O jogo começou com o Avaí em cima. Apesar de ter menos posse de bola, o Leão acumulava quatro finalizações contra nenhuma dos rivais nos 15 primeiros minutos de bola rolando. Na quinta finalização, a terceira chance real de gol do time da casa, um chute para marcar história. Marquinhos, de falta, tirou de Jean, colocou o Leão na frente do marcar e comemorou um feito: ao marcar seu 58º tento na Ressacada, o maior ídolo do time catarinense se tornou o artilheiro do estádio Aderbal Ramos da Silva.


Com um gol atrás, o Bahia seguiu com a bola no pé, mas seguia sem conseguir uma jogada aguda. Precisou também de uma falta para chegar à primeira finalização e o gol. Na cobrança, Juninho acertou as duas traves, Renê Junior foi travado na sobra, mas Edigar Junio não. Aos 32, o atacante marcou seu sexto gol nos últimos sete jogos para deixar o placar igual.

GE Globo

Comentários

Leia Mais

TVAgora

Com o filho no colo, PM de folga mata dois assaltantes

mais vídeos ›