Bom Dia Agora por Dilson Barbosa

Curta nossa página no Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram
DOLAR R$ 3,261
21 de Novembro de 2017
TODAS AS NOTÍCIAS ›

Esporte
St-Pierre apaga Bisping em Nova York, nega revanche e conquista segundo cinturão do UFC

05/11/2017 às 14:04:08
Aumentar Fonte Diminuir Fonte

Realizado neste sábado (4), na cidade de Nova York (EUA), o card do UFC 217 contou com duelos emocionantes, vitorias brasileiras, novas campeões, zebras e até mesmo uma luta garantida via o uso do replay pelo juízes. Na luta final da noite, por sinal, outra grande surpresa esperava o então campeão dos médios (84 kg) Michael Bisping.

Apesar de maior e mais forte, o inglês se viu dominado estrategicamente de forma sistemática por um Georges St-Pierre que, mesmo afastado do octógono por quatro anos, dominou o centro do cage e ditou o ritmo das ações. Com precisos jabs, esquivas perfeitas e simples, porém efetivas combinações, GSP ainda encurtou e derrubou, o que lhe garantiu a vantagem da parcial.

No assalto seguinte, Bisping, que insistia em lutar com base de destro a disputa inteira, conseguiu trabalhar melhor seus chutes e, graças à momentânea queda de mobilidade do ex-campeão, andar para frente e fazer a diferença de tamanho atuar a seu favor. A pressão, porém, foi desfeita com outra precisa queda no final dos cinco minutos, o que tornou a tarefa de pontuar o round uma verdadeira missão para os jurados,

Na terceira etapa, GSP não perdeu tempo e derrubou no centro do octógono, de onde tentou trabalhar seu ground and pound por dois minutos. Após se levantarem, um troca de golpes em pé terminou em knockdown aplicado pelo canadense com um lindo cruzado de esquerdo. A partir daí, um atropelo teve início no Ginásio Madison Square Garden.

Cotoveladas por cima, ditaram o ritmo até que o inglês acusasse e permitisse a passagem de guarda. Mais ágil, St-Pierre pulou para suas costas e encaixou um mata-leão que apagou o inglês para delírio dos presentes.

"Ele me bateu muito duro, por isso eu não gostaria de uma revanche. Me desculpa! Essa não é a minha divisão, eu fiz pelo desafio. Eu sou muito pequeno para o peso-médio, mas eu aceitei o desafio, achava que era muito, mas hoje me pareceu mais viável", garantiu, negando uma revanche.
Com o triunfo, St-Pierre se tornou o quarto lutador a conquistar dois cinturões do UFC em categorias de peso diferentes. Antes dele, Randy Couture, BJ Penn e Conor McGregor já haviam garantido seus nomes na história do esporte.

Acompanhe os resultados do UFC 217:
Georges St-Pierre finalizou Michael Bisping no 3º round;
TJ Dillashaw nocauteou Cody Garbrandt no 2º round;
Rose Namajunas venceu Joanna J?drzejczyk por desistência no 1º round;
Stephen Thompson venceu Jorge Masvidal por decisão unânime;
Paulo ‘Borrachinha’ nocauteou Johnny Hendricks no 2º round;
James Vick nocauteou Joseph Duffy no 2º round;
Mark Godbeer venceu Walt Harris por desclassificação no 1º round;
Ovince Saint Preux nocauteou Corey Anderson no 3º round;
Randy Brown venceu Mickey Gall por decisão unânime;
Curtis Blaydes nocauteou Oleksiy Oliynyk no 2º round;
Ricardo ‘Carcacinha’ Ramos nocauteou Aiemann Zahabi no 3º round.

Ag. Fight

Comentários

Leia Mais

TVAgora

Com o filho no colo, PM de folga mata dois assaltantes

mais vídeos ›