Bom Dia Agora por Dilson Barbosa

Curta nossa página no Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram
Dólar R$ 3,287
Euro R$ 3,693
22 de maio de 2017
TODAS AS NOTÍCIAS ›

Bahia
Após dois anos com saldo negativo, Bahia gera mais de 7 mil em abril

18/05/17 às 07:06
Dados dizem respeito a empregos com carteira assinada
Aumentar Fonte Diminuir Fonte
Após dois anos com saldo negativo, Bahia gera mais de 7 mil em abril
Foto: Reprodução
A Bahia contabilizou, no mês de abril, um saldo positivo de 7.192 postos de trabalho com carteira assinada, conforme pesquisa realizada pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia. A pesquisa aponta, ainda, que esta é a primeira ocorrência positiva após dois anos de saldos negativos.
O dado coloca o estado na primeira posição em saldo de postos de trabalho, dentre os estados nordestinos. Entre 47.143 admissões e 39.951 desligamentos, o resultado mostra a recuperação na geração de empregos do estado, se comparado ao mesmo período do mês de março, que teve o saldo negativo de 2.920 postos.
Segundo Armando Castro, diretor de Pesquisas da SEI, o resultado coloca a Bahia como o terceiro estado que mais gerou emprego no Brasil no mês de abril. “Isso é consequência, principalmente, de um ambiente favorável. Não coincidentemente estados com péssima situação fiscal e baixo investimento público estão nas últimas colocações em geração de emprego. A Bahia, ao contrário, mantém boa saúde financeira e importantes investimentos públicos. Esses investimentos terminam tendo impacto por toda economia local”, analisa o diretor.
Em abril, os cinco segmentos que contabilizaram saldos positivos foram: Agropecuária (3.749 postos), Serviços (2.330 postos), Indústria de Transformação (1.139 postos), Administração Pública (472 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (159 postos). Por outro lado, três setores se destacaram pelo número de desligamento trabalhadores: Construção Civil (-503 postos), Extrativa Mineral (-101 postos) e Comércio (-53 postos).
Região metropolitana e interior
Os dados apontam também que o resultado do emprego foi positivo na Região Metropolitana de Salvador (RMS) e no interior. Na RMS foram criados 1.098 postos de trabalho e no interior 6.094. Todos, com vínculo empregatício regido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
Entre os municípios com mais de 30 mil habitantes que tiveram os maiores saldos positivos de empregos, em abril de 2017, ressaltam-se Itamaraju (1.305 postos), Eunápolis (1.087 postos) e Salvador (713 postos). Em contrapartida, outros registraram saldo negativo, como Simões Filho (-324 postos), Guanambi (-113 postos) e Ipirá (-108 postos).

G1 Bahia

Comentários

Leia Mais

TVAgora

Léo Santana atraiu grande público pipoca na Micareta 2017

mais vídeos ›