Autoridades e ambientalistas debatem problemas e potencialidades da Pedra do Cavalo

Encontro aconteceu nesta quarta-feira (19)

As potencialidades e os problemas enfrentados pelo Lago da Pedra do Cavalo foram debatidos em reunião extraordinária do Comam-Fieb (Conselho de Meio Ambiente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia), realizada em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e o Grupo Feira 2.030.
 
O evento, que foi realizado pela primeira vez no interior, aconteceu na tarde desta quarta-feira, 19, no Auditório do Sesi, e teve a participação de autoridades municipais, conselheiros e ambientalistas.
 
Para o coordenador da Comam, Jorge Cajazeiras, a discussão das possibilidades viáveis para o lago é fundamental, que tem condições para ser usado como área de lazer e as terras às suas margens, irrigadas. Ele também explicou o que é e quais os objetivos do conselho.
 
O educador ambiental João Dias de Santana, da Semmam, mostrou a situação do lago – sob vários ângulos e destacou que discutir o manancial é importante para toda a microrregião. Apontou problemas, como assoreamento, a proliferação de plantas aquáticas que se alimentam de nutrientes presentes em esgotos.
 
Apontou a viabilidade da instalação de uma hidrovia que encurta a distância entre as BRs 116 e 101, do turismo ainda inexplorado em toda sua plenitude, entre outros assuntos.
 
É a água do lago da Pedra do Cavalo, formado pelos rios Jacuípe e Paraguaçu,  que abastece as duas maiores cidades do estado – Salvador e Feira de Santana, e dezenas de outras na região.  Mostrou problemas que o afetam – como o esgoto e o lizo, e possíveis soluções.
 
O vice-prefeito, Colbert Filho, que representou o prefeito José Ronaldo de Carvalho, também destacou a importância do lago na questão do desenvolvimento sustentável, bem como para os 12 municípios banhados por ele, bem como para a Salvador.
 
Estiveram presentes os secretários de Meio Ambiente, Sérgio Carneiro, que destacou a criação do Comitê Municipal de Políticas Sustentáveis, mais o de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Júnior e o de Governo, Paulo Aquino.
 
Mais os vereadores Roberto Tourinho e Fabiano da Van, o engenheiro Sérgio Aras e o vice-presidente da Fieb, Edson Nogueira.

Comentários