Bom Dia Agora por Dilson Barbosa

Curta nossa página no Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram
Dólar R$ 3,169
Euro R$ 3,731
18 de outubro de 2017
TODAS AS NOTÍCIAS ›

Mundo
Ao menos 16 morrem e sete desaparecem após deslizamentos em cidade da Colômbia

20/04/17 às 11:35
Aproximadamente 100 imóveis foram atingidos
Aumentar Fonte Diminuir Fonte
Ao menos 16 morrem e sete desaparecem após deslizamentos em cidade da Colômbia
Foto: Reprodução / Punto de Informe
Com os deslizamentos de terra causados pelas fortes chuvas que acometeram a cidade colombiana de Manizales, pelos menos 16 pessoas vieram a óbito e outras sete estão desaparecidas. Segundo informações da agência EFE, cerca de 100 imóveis foram atingidos em oito bairros, deixando 23 feridos. Manizales é a capital do departamento de Caldas, estado que fica no centro da Colômbia. Os bairros mais afetados são de Aranjuez, Persa, Sierra Morena, González e Granjas e Viviendas, que somam mais de 400 mil habitantes em uma região montanhosa. "O que acontece é que temos históricos de chuva que nunca tinham sido registrados em Manizales", afirmou o prefeito José Octavio Cardona, acrescentando que "ontem à noite caíram 96 milímetros, e o histórico médio da cidade estava em 85", explicou o governante à agência. De acordo com o Instituto de Hidrologia, Meteorologia e Estudos Ambientais (Ideam), em apenas uma noite choveu mais do que costuma chover em um mês. Diante desse quadro, o diretor-geral da Unidade Nacional para Gestão de Risco de Desastres (UNGRD), Carlos Iván Márquez, afirmou que os trabalhos se concentrarão na busca das pessoas desaparecidas. "A assistência humanitária está garantida e o processo de recuperação de moradias será uma das metas do plano de ação. Faremos uma visita à região com o presidente da República", anunciou Márquez. O diretor informou que serão distribuídos kits para 500 famílias com ajuda humanitária alimentar e não alimentar, além de um subsídio de 150 mil pesos, o equivalente à R$ 150, às famílias afetadas para que se desloquem para moradias temporárias. Essa nova tragédia acontece apenas 20 dias depois que um deslizamento deixou mais de 300 mortos em Mocoa, outra cidade colombiana, capital do departamento de Putumayo, ao sul do país.

Da redação com informações do Bahia Notícias

Comentários

Leia Mais

TVAgora

TEMPO DE CUIDAR - União Médica

mais vídeos ›