A TORRE DE BABEL E A LINGUAGEM DO CIFRÃO

Dificuldade de comunicação chama atenção na Rússia, mas policiais demonstram extrema simpatia

Foto: Sputnik / Brasil

Num dos comentários de hoje nós falamos sobre a segurança para o evento de abertura da Copa do Mundo que ocorre nesta quinta-feira (14) às 12 horas, horário do Brasil e 18 horas, horário da Rússia. Deixamos de falar da educação dos policiais russos que dão segurança ao centro histórico de Moscou. 

A educação e gentileza dos policiais russos é cativante, pois  qualquer pessoa que os aborde solicitando alguma informação eles atendem com educação mas ela se transforma numa confusão mais  parecida com a da história ou lenda da Torre de Babel. 

Todos falam, mas ninguém se entende, porque os policiais só falam em russo e ponto final. Quem tentar falar em outra língua perde seu tempo precioso e os turistas que de tudo tentam, até a desesperada  mímica, sem sucesso, contentam-se em receber o simpático sorriso dos policiais. 

Como nada dá certo para uma comunicação perfeita os turistas se valem da maravilhosa vodka russa e transformam o centro de Moscou (Praça vermelha e todo o seu entorno) na Torre de Babel dos tempos modernos, onde quanto mais falam menos se entendem e o resultado disso tudo é uma confraternização de torcedores falando e cantando musicas dos seus respectivos países (os mexicanos dão show neste quesito), porém, quem sai ganhando de verdade são os donos de bares e restaurantes da região da Praça Vermelha, porque nessa hora a única linguagem que todos entendem é a do "cifrão".

Compartilhe nas redes sociais

Comentários