SE MÃE DINÁ FOSSE VIVA

Prefeito de Feira está cada vez mais perto de tomar uma das mais importantes decisões da sua trajetória política

De volta ao comando do município depois de descansado por alguns dias no exterior, o prefeito José Ronaldo não teve preocupação administrativa no seu retorno ao paço municipal, porque o vice-prefeito Colbert Filho cumpriu fielmente a transitoriedade da substituição do titular.

Agora, de volta ao comando do município Ronaldo terá pela frente o grande dilema do seu futuro político, porque é sempre depois do Carnaval que são decididos os rumos da política baiana.

José Ronaldo estará "no olho do furacão", pois terá que tomar uma decisão importante na sua vida que é se renunciará ou não ao mandato de prefeito para se candidatar-se a cargo eletivo em outubro próximo pelo DEM. 

Se mãe Diná ainda fosse viva, certamente Ronaldo faria romaria à casa dela.

Compartilhe nas redes sociais

Comentários