PRUDÊNCIA FINANCEIRA

Vitória age de forma mais equilibrada em relação aos reforços para 2018

Até agora o Esporte Clube Vitória reduziu drasticamente os investimentos na formação do time para 2018, na comparação com o ano anterior. Contratações “bombásticas”, que acabaram se mostrando nada eficientes durante a temporada passada (Dátolo e Cleiton Xavier, por exemplo), foram até agora descartadas pela direção do Rubro Negro. 

Se por um lado a medida provoca preocupação no torcedor, que argumenta que as contratações precisam ser bem feitas e o time deve ser reforçado, independente do custo que representam, os dirigentes se mostram muito mais equilibrados com a gestão dos recursos. 

Antes de pensar no impacto e repercussão de certos investimentos em atletas conhecidos e rodados (Dátolo e Cleiton Xavier, por exemplo), é importante avaliar as condições físicas e médicas e o desempenho dos “reforços” na temporada passada, se passou a maior parte do tempo no estaleiro, se esteve muito abaixo dos demais companheiros. 

O que não falta hoje são mecanismos para saber como cada um “andou” e sobretudo, não dar tanta moral para os empresários que aparecem oferecendo salvadores da pátria.

Elsimar Pondé

Compartilhe nas redes sociais

Comentários